ADM Fácil

Técnicas de Memorização: Aprenda de Forma Simples

Lembrete (fita presa no dedo)

Existem inúmeras técnicas de memorização que ajudam a aperfeiçoar a memória. As técnicas apresentadas neste guia, irão ajudá-lo nas mais variadas situações: no trabalho, nos estudos, com convívio social, enfim, você poderá utilizar estas técnicas no seu dia-a-dia e em qualquer situação onde necessite memorizar listas, textos, discursos e números.


A partir de agora, você vai aprender técnicas de memorização, onde conseguirá lembrar-se de qualquer coisa que desejar, basta um pouco de treinamento.

Depois de ter sua memória treinada, poderá utilizar estas técnicas nas suas atividades diárias e aperfeiçoá-las para todas as tarefas que precisar lembrar.

Não existe mágica para possuir uma excelente memória, existe treino e um pouco de dedicação.

Canais Sensoriais

Para começar, você vai entender como irá treinar sua memória. Será muito importante usar seus canais sensoriais. É através deles que você mantém suas relações pessoais, de trabalho, de casa, com seus animais, e nos mais diversos momentos e ambientes.

Os três principais canais são: visual, auditivo e cinestésico. Por meio deles, você faz tudo no seu dia-a-dia. Vamos exemplificar cada um deles para que você comece a entender.

Visual – É através da visão que você imagina as coisas, como elas acontecem. Existem pessoas altamente visuais, essas pessoas geralmente esquecem o conforto para se sentirem bonitas, pois entendem que o visual é mais importante. Para ter uma boa memória, precisará aguçar seus sentidos visuais, você irá usá-los para imaginar histórias mentalmente.

Auditivo – Existem pessoas extremamente auditivas, que conversam sozinhas, que gostam de escutar outras pessoas. É através deste fator que consegue reter informações. Neste guia você aprenderá a usar seus sentidos auditivos de forma a aumentar sua capacidade de memorização. Você vai passar a prestar mais atenção aos sons, a qualquer tipo de barulho. Este item será de grande relevância para fazer associações mentalmente.

Cinestésico – O sentido cinestésico é a junção do olfato, do paladar e do tato. Neste item encontram-se as pessoas que gostam de abraçar, de comer, de sentir a proximidade com outras pessoas. Você precisará aprender a sentir o cheiro, o gosto, o toque. Pense em um sofá, você precisa sentir toda a maciez do sofá ao sentar-se nele. Estes sentidos também serão muito importantes no processo do treinamento de sua memória.

Faça sempre um filme, mentalmente, de tudo que quiser lembrar usando associações entre objetos e os seus sentidos. Crie histórias, será através delas que começará a desenvolver sua memória.

Vamos aos próximos passos para obter uma memória extraordinária e invejável por todos.

Observação e Associação

Muitas pessoas querem ter uma memória treinada. Com este guia será possível seguindo apenas as orientações e sem precisar de muito esforço. Será necessário apenas fazer todos os exercícios, sem pular nenhuma etapa. Assim que seu cérebro começar a corresponder, se sentirá mais motivado a continuar. Você ficará impressionado quando perceber como seu desenvolvimento vai melhorar com o andamento dos estudos.

Poucas pessoas conseguem descobrir como é fácil treinar a memória e quando conseguem, ficam abismados com a capacidade de lembrar que desenvolvem.

Lembre-se: poucas pessoas conseguem treinar a memória. Com este estudo você conseguirá se destacar perante seus amigos, familiares e principalmente no seu trabalho.

Uma pessoa com memória destreinada costuma pensar unilateralmente, ou seja, quando lembra de números não consegue lembrar de nomes e fisionomias e quando lembra de nomes e fisionomias não consegue lembrar de números.

Utilizando todos os passos que serão apresentados, você conseguirá ter uma memória treinada. Conseguirá memorizar qualquer coisa que quiser com rapidez e principalmente, conseguirá guardar estas informações para sempre na memória.

Vamos ao primeiro desafio:

Olhe para seu relógio de pulso. Agora sem olhar novamente, responda: ele é digital ou analógico? Pense bem na resposta, pense que é muito importante acertar.

Qual a hora exata que marcava? Você consegue lembrar? Provavelmente sua resposta será não, mesmo tendo acabado de olhar. Sabe por que isso acontece? Porque você olhou e não observou. Neste curso você conseguirá desenvolver sua observação como nunca fez antes.

A observação é muito importante para treinar a memória, mas tão importante quanto a observação é a associação. A seguir você entenderá porquê.

É impossível lembrar-se de alguma coisa que não foi observada, e depois de observada, você precisa associar na sua mente aquilo que observou com alguma coisa que você conhece e que será fácil para lembrar. Isso é muito simples, a associação nada mais é do que vincular duas ou mais observações e ligá-las umas às outras.

Este guia mostrará como utilizar os princípios e ideias de associação que te farão memorizar tudo, desde nomes, números, fisionomias, objetos, acontecimentos, ideias, conversas e textos.

Próximo desafio:

Você deixa São Paulo com destino a Salvador dirigindo um ônibus com 40 passageiros. A primeira parada é no Rio de Janeiro onde 10 passageiros sobem e 20 descem. A próxima parada é em Vitória, 10 pessoas entram e 7 descem. O ônibus para mais três vezes onde descem 4 passageiros em cada parada. Chegando em Salvador o restante dos passageiros descem.

Sem reler a questão, responda:

Com certeza se perguntasse quantos passageiros desceram em Salvador, você saberia responder, mas as perguntas são:

O ônibus fez quantas paradas? Poucas pessoas acertam esta pergunta, pois todos ficam preocupados em contar quantos passageiros desceram e quantos ficaram no ônibus. Como ninguém imagina que a quantidade de paradas seja importante, poucos prestam atenção a este dado. Agora se você acertou esta pergunta e está radiante, cuidado, pois provavelmente não acertará a próxima. Apenas 1 ou 2 por cento das pessoas conseguem acertar.

Qual o nome do motorista? Como disse, pouquíssimas pessoas conseguem responder. Você conseguiu? O nome do motorista é o seu próprio nome, afinal você estava dirigindo o ônibus.

Tente fazer este teste com sua família e com seus amigos. Você observará que dificilmente alguém conseguirá acertar. É simplesmente impossível lembrar de algo que não se observa, principalmente se não estiver interessado em memorizar. Assim, é possível perceber que observação, atenção e memorização andam de mãos dadas, uma sempre depende da outra. Portanto você precisa ter além de interesse, bastante atenção e observar tudo ao seu redor.

Seja positivo, pense sempre que você pode, que você consegue. O pensamento te leva aonde você quer chegar. Portanto pense: Eu tenho uma ótima memória. Confie em você, confie em sua capacidade. O pensamento positivo é primordial nas suas conquistas, nas suas vitórias.

Não esqueça, faça todas as etapas, não pule nenhum exercício, isso é de extrema importância para obter bons resultados. A partir do 2º capítulo você perceberá sua capacidade de memorização aumentando de forma excepcional.

Sua concentração será extremamente importante na obtenção de grandes resultados. Portanto, procure estar sozinho no momento que estiver fazendo os exercícios.

Exercício nº 1

Memorize os objetos abaixo. Você deverá fazer isso em no máximo 3 minutos. Após memorizar, escreva em um papel os números de 1 a 18 e os objetos correspondentes a cada número:

  1. biscoito
  2. livro
  3. fogão
  4. cinzeiro
  5. flor
  6. carteira
  7. quadro
  8. panela
  9. ovo
  10. balança
  11. prato
  12. cavalo
  13. relógio
  14. telefone
  15. porta
  16. garrafa
  17. bolsa
  18. gaveta

Quantos acertos você obteve?

Exercício nº 2

Leia os 14 itens a seguir apenas uma vez e escreva em um papel, sem olhar novamente, todos os itens que lembrar. Você deverá transcrevê-los exatamente na ordem em que aparecem:

óculos, perfume, garfo, laranja, chinelo, geladeira, toalha, pão, computador, camisa, lápis, janela, mesa, sacola.

Qual a quantidade de acertos?

Exercício nº 3

Olhe o número com 18 dígitos durante 1 minuto, em seguida, em um papel, tente escrevê-lo na mesma sequência:

935467201863913584

Qual foi seu resultado?

Ligação Mnemônica

Agora você vai se surpreender! Vai aprender a memorizar de forma impressionante como jamais conseguiu. Vai conseguir recordar de itens que não possuem relação entre si e o melhor, em sequência.

Nossas memórias estão fundamentadas, praticamente em todas as ocasiões, em imagens mentais. Você irá aprender a memorizar estas imagens, se as associar com outras através de associações nojentas, divertidas e absurdas. Quando você consegue visualizar mentalmente o que quer memorizar, tudo se torna mais simples e concreto para a memória.

Associação de nojo – Sabemos que coisas nojentas causam repulsão. Tente usar situações nojentas nas suas associações, a sua capacidade de memorizar irá aumentar muito. Vamos considerar que você precisa lembrar de uma cadeira, basta pensar nesta cadeira suja de catarro, muito catarro e você acabou sentando nela.

Associação divertida – Abuse do humor para fazer associações. Vamos imaginar a mesma cadeira que usamos na associação anterior, pense que uma pessoa vai sentar-se nela, você puxa a cadeira e a pessoa cai sentada no chão.

Associação absurda – Use o exagero sempre, situações exageradas nos fazem lembrar com mais facilidade. Imagine a mesma cadeira com uma perna só e com uma pessoa sentada sobre ela sem cair.

Abaixo temos 16 itens que você irá aprender a memorizar:

Garrafa, toalha, caneta, automóvel, janela, sapato, copo, frango, torneira, telefone, flor, baralho, chiclete, fósforo, chapéu, lâmpada.

Você vai fazer o primeiro exercício de Ligação Mnemônica. Lembre-se: você sempre vai fazer ligações entre as palavras com associações nojentas, divertidas e absurdas.

Os objetos serão ligados, associando o 1º objeto ao 2º, o 2º ao 3º e assim por diante.

Mentalize a imagem do primeiro objeto: garrafa. Procure enxergar uma garrafa, de preferência uma que você use muito em sua casa. Se esforce para ver a imagem da garrafa em sua mente.

Em seguida, você vai ligar o primeiro objeto ao segundo, ou seja, garrafa à toalha. Pense numa garrafa feita de toalha e cheia de água.

Lembre-se: para que as ligações mnemônicas se tornem fáceis e simples de recordar é importante que seja realizada de forma nojenta, divertida e absurda.

Agora vamos à próxima associação: toalha e caneta: pense que você vai se enxugar com uma toalha feita de canetas e enquanto se enxuga, seu corpo vai ficando todo riscado.

Você observou que estamos sempre associando um objeto anterior ao posterior?

Vamos seguir a ordem.

Caneta a automóvel: Você se espanta, pois, o automóvel que você tanto quer é feito de milhares de canetas que jorram tinta enquanto anda.

Automóvel a janela: Pense que vários automóveis saem pela janela do seu quarto. Você se desespera com a cena.

Janela a sapato: a janela do seu quarto tem o formato de um sapato gigante. Mentalize a cena.

Sapato a copo: você está em uma festa e todos ficam espantados, você bebe em um sapato no lugar do copo.

Copo a frango: pense em um copo feito de um frango inteiro.

Frango a torneira: agora você comer um frango xadrez, mas no lugar do frango o garçom te serve torneiras.

Torneira a telefone: ao abrir a torneira para lavar as mãos, saem telefones, diversos telefones.

Telefone a flor: pense que o telefone da sua casa tem o formato de uma flor gigante e cheirosa.

Flor a baralho: agora você vai imaginar uma flor feita de cartas de baralho.

Baralho a chiclete: você vai jogar baralho e quando percebe todas as cartas estão grudadas por chicletes.

Chiclete a fósforo: pense em chicletes feitos de fósforos que pegam fogo dentro da sua boca.

Fósforo a chapéu: o fósforo é feito em formato de grandes chapéus que ficam em caixas de fósforos gigantes.

Chapéu a lâmpada: agora pense em um chapéu com várias lâmpadas, você sai e todos te observam com as lâmpadas piscando sobre sua cabeça.

Se você conseguiu visualizar estas imagens em sua mente, com certeza conseguirá lembrar-se de todos os objetos. Ficará impressionado com o resultado.

Escreva em um papel todos os objetos do primeiro ao décimo sexto. Faça na ordem correta.

O que achou? Fantástico? Impressionante? Deu para perceber que é extremamente possível memorizar qualquer objeto que quiser?

Lembre-se: Você precisa usar associações nojentas, divertidas e absurdas, só assim conseguirá memorizar. Se fizer associações do cotidiano, o seu cérebro não irá lembrar das associações. Precisa pensar de forma ilógica.

Para ajudar nas associações, abaixo estão quatro regras básicas para as associações darem certo:

  • Exagero: Exagere, não hesite em exagerar. Aumente a quantidade de objetos. Você mentalizou um carro feito de milhares de canetas jorrando tinta. Muito mais fácil do que imaginar uma caneta dentro de um carro.
  • Desproporção: pense em objetos com tamanhos totalmente diferentes do real. Lembra que você memorizou um telefone em formato de uma flor gigante e cheirosa. Você pode aumentar ou diminuir muito os objetos de forma que chame a atenção do seu cérebro para o fato.
  • Ação: mentalize os objetos em ação. Você memorizou que vários automóveis saem pela janela do seu quarto. Esta situação seria impossível de acontecer, por este motivo, seu cérebro terá mais facilidade para lembrar deste fato.
  • Substituição: Substitua imagens comuns por imagens ilógicas e engraçadas.

Praticando e usando uma ou mais dessas regras, em breve, seu cérebro estará treinado e fazendo estas associações com muita facilidade e sem precisar de tanta dedicação.

Exercício 1

Agora que está preparado, você irá tentar sozinho. Memorize os 20 itens em sequência. Não esqueça das quatro regras e quanto mais nojentas, divertidas e absurdas forem as associações, mais fácil será para lembrar.

Régua, geladeira, bola, chiclete, prato, tijolo, rádio, ovo, cortina, boi, cama, boneca, sofá, tesoura, cadeira, imã, balança, caixa, mosquito e telefone.

Não precisa se preocupar com o tempo, quanto mais treinar, mais rápido conseguirá memorizar os objetos.

Quando terminar as associações, escreva em um papel os 20 objetos memorizados através da Ligação Mnemônica.

Faça várias listas com diferentes objetos e pratique. Só passe para o próximo capítulo quando estiver treinado, conseguindo lembrar todos os objetos sem dificuldade.

Fixação Mnemônica

Você aprendeu a memorizar objetos em sequência, através da Ligação Mnemônica, agora você aprenderá a memorizar objetos fora de ordem e com seus respectivos números.

Inicialmente você vai aprender a memorizar números. Parece difícil? Não fique preocupado, verá que é muito mais fácil que imagina. O sistema de Fixação Mnemônica ensina a memorizar qualquer coisa que esteja relacionada com números, fazendo substituição por objetos.

Para que isso seja possível, você vai aprender a associar números a palavras. São 10 números e que você levará poucos minutos para memorizá-los. Vamos relacionar uma consoante para cada dígito de zero a nove.

Agora você vai precisar ter bastante atenção, tente ficar em um local sem barulho e sem conversas para facilitar a assimilação. Você vai memorizar a relação número/consoante. Não é necessário decorar.

  • O número 0 será relacionado à letra “R”, pois zero tem a letra “R”, no meio da palavra;
  • O número 1 será relacionado à letra “T”, pois o formato da letra “T” lembra o número 1;
  • O número 2 será relacionado à letra “N”, pois o “N” tem duas pernas;
  • O número 3 será relacionado à letra “M”, pois o “M” tem três pernas;
  • O número 4 será relacionado à letra “C”, de cachorro, pois cachorro tem 4 patas;
  • O número 5 será relacionado à letra “S”, pois o 5 lembra a letra “S”;
  • O número 6 será relacionado à letra “b”, pois o 6 tem o mesmo formato da letra “b”;
  • O número 7 será relacionado à letra “F”, pois o 7 é o “F” virado ao contrário;
  • O número 8 será relacionado à letra “g”, pois o “g” tem dois aros assim como o número 8;
  • O número 9 será relacionado à letra “P”, pois o “9” é parecido com o “P” se virado ao contrário.

Escreva em um papel, sem olhar a lista acima, os números de 0 a 9 com as consoantes que os representam. Caso não tenha conseguido, volte e leia novamente as relações dos números com suas respectivas consoantes.

Aprender esta associação será muito importante para as próximas etapas. É importante saber que as vogais e as consoantes que não estão relacionadas aos números não têm significado neste alfabeto.

Agora, você vai aprender a formar palavras com qualquer número, escolhemos palavras de fácil memorização. Depois de aprender como funciona, você será capaz de formar palavras para qualquer número.

  • A palavra tia representará o número 1. Mentalize sua tia, sempre a mesma tia;
  • A palavra neve representará o número 2. Mentalize muita neve, sempre muita quantidade de neve;
  • A palavra meia representará o número 3. Mentalize uma meia suja e com muito chulé. Mentalize sempre a mesma meia;
  • A palavra ceia representará o número 4. Mentalize uma ceia grande e muito farta;
  • A palavra sol representará o número 5. Mentalize um dia lindo com um sol radiante;
  • A palavra boia representará o número 6. Mentalize uma boia enorme dentro de uma piscina;
  • A palavra fio representará o número 7. Mentalize enormes rolos de fio coloridos;
  • A palavra água representará o número 8. Metalize ondas altíssimas vindo em sua direção e enchendo as ruas de água;
  • A palavra pão representará o número 9. Mentalize um pão gigante sendo comido por diversas pessoas;
  • A palavra trio representará o número 10. Pois o “T” representa o 1 e o “R” representa o 0. Mentalize um trio de cantores fazendo show em uma rua deserta.

Sem uma relação entre os números e as palavras, não seria fácil memorizar estas 10 palavras, mas com o sistema de Fixação Mnemônica esta tarefa se torna muito simples.

Então você já sabe: sempre que pensar em um número pense na consoante que representa este número e em seguida pense em uma palavra que irá representar este número. As palavras que foram inseridas aqui, são apenas exemplos, você pode pensar em palavras que são mais fáceis para a sua memorização. Quanto mais treinar, mais fácil será fazer estas associações.

Abaixo está representado os números com suas respectivas palavras:

01 – Tia

02 – Neve

03 – Meia

04 – Ceia

05 – Sol

06 – Boia

07 – Fio

08 – Água

09 – Pão

10- Trio

Escreva em um papel os números de 1 a 10 e em seguida escreva os nomes correspondentes. Faça isso até que consiga lembrar de cada palavra sem parar por muito tempo para pensar.

Vamos passar para a próxima etapa. Até o momento você aprendeu a associar os números às consoantes e em sequência às palavras. Agora, essas palavras vão ajudar a memorizar qualquer coisa aonde os números estejam envolvidos. Para treinar, vamos começar com um exercício simples. Você vai precisar usar as palavras de Fixação Mnemônica e memorizar os 10 objetos com os seus números. Aqui não há necessidade de memorizar em sequência.

05 – cadeira

08 – televisão

01 – bolsa

09 – telefone

03 – porta

10 – geladeira

06 – banana

02 – flor

07 – camisa

04 – biscoito

  • O objeto referente ao número 5 é cadeira, você vai precisar fazer uma associação entre cadeira e a palavra de Fixação Mnemônica do número 5 que é sol. Para facilitar, é importante que veja a imagem na sua mente. Imagine o sol queimando diversas cadeiras que eram arremessadas nele. Mentalize esta cena e passe para o próximo objeto;
  • O objeto referente ao número 8 é televisão, como a palavra de Fixação Mnemônica do número 8 é água, imagine um aquário gigante cheio de água com vários aparelhos de televisão boiando dentro dele;
  • O objeto referente ao número 1 é bolsa. A palavra de fixação do número 1 é tia. Pense na sua tia deitada sobre sua bolsa preferida;
  • O objeto referente ao número 9 é telefone. A palavra de fixação do número 9 é pão. Pense em um imenso pão com formato de um telefone;
  • O objeto referente ao número 3 é porta e a palavra de fixação do número 3 é meia. Pense em uma meia suja e com chulé pendurada em sua porta de entrada;
  • O objeto referente ao número 10 é geladeira. A palavra de fixação do número 10 é trio. Pense em um trio cantando sobre uma geladeira;
  • O objeto referente ao número 6 é banana. A palavra de fixação do número 6 é boia. Pense em uma imensa boia em formato de banana sobre sua piscina;
  • O objeto referente ao número 2 é flor. A palavra de fixação do número 2 é neve. Imagine neve em formato de flor caindo pelas ruas no inverno;
  • O objeto referente ao número 7 é camisa. A palavra de fixação do número 7 é fio. Imagine imensos rolos de fio em formato de camisa;
  • O objeto referente ao número 4 é biscoito. A palavra de fixação do número 4 é ceia. Mentalize uma ceia onde apenas são servidos biscoitos gigantes.

Se conseguiu mentalizar todas as imagens anteriores, você será capaz de falar ou escrever qualquer número relacionado aos objetos. Tente agora. Em um papel, escreva cada número com seus respectivos objetos.

Agora que você aprendeu essa fantástica forma de memorizar objetos e números, que tal tentar com mais números? Vamos começar com 30 números. Depois que tiver treinado bastante conseguirá fazer como muitos números.

A técnica é a mesma. Você vai memorizar os números abaixo com as respectivas palavras de Fixação Mnemônica:

11 – tatu

12 – tonel

13 – time

14 – taco

15 – tosa

16 –tábua

17 – tifo

18 – toga (capa antiga)

19 – tapa (bater)

20 – nora

21 – nota (cédula de dinheiro)

22 – nonna (avó em italiano)

23 – nome

24 – nuca

25 – NASA

26 – nabo

27 –  naifa (espécie de navalha)

28 – nega

29 – napa

30 – maré

Escreva em um papel os números de 1 a 30 e sem olhar, coloque os nomes correspondentes de cada número.

Lembre-se: você pode trocar as palavras desde que sempre siga as regras. Não siga em frente até ter certeza que conseguiu memorizar todas as palavras.

Depois de memorizar todos os números com as respectivas palavras de associação, comece a treinar, associe os números com outros objetos. Faça isso algumas vezes, até estar dominando a técnica. Treine durante alguns dias, se for preciso, durante algumas semanas. Quanto mais treinar, melhor será seu desempenho.

Agora que você aprendeu a técnica de Fixação Mnemônica, faça uma brincadeira com seus amigos. Escreva os números de 1 a 30 e peça que eles falem o nome de um objeto para cada número. Enquanto eles vão falando e escrevendo, você vai memorizando. Quando for falada a última palavra você já conseguirá falar todas as palavras relacionadas aos números, até mesmo fora da ordem.

Seus amigos ficarão impressionados com sua capacidade de memorização!

Memorização de listas

Até agora você aprendeu as técnicas de Ligação e Fixação Mnemônicas. Neste capítulo você aprenderá o método de substituir palavras ou pensamentos.

Ao memorizar listas, você pode memorizar uma lista e esquecer a que havia memorizado antes, porém, se quiser, pode reter em sua mente quantas listas tiver interesse. Você ficará impressionado com a imensa capacidade da sua mente em armazenar dados.

Se quiser reter uma lista para usar no futuro, basta lembrar dela um dia após memorizá-la. Após fazer isso, a lista ficará arquivada em sua mente para usar sempre que quiser.

Vamos prosseguir, dificultando um pouco. Agora você irá aprender a memorizar listas, não de objetos, mas de tarefas. Depois de dominar as técnicas de Ligação e Fixação mnemônicas, não sentirá dificuldade nesta tarefa.

Memorize a seguinte lista:

 

  • Ir ao médico
  • Comprar uma dúzia de bananas
  • Fazer um depósito no banco
  • Comprar uma geladeira, um ferro de passar roupas e um sofá
  • Contratar um bombeiro para consertar a descarga
  • Comprar um sapato
  • Consertar a máquina de lavar roupas
  • Levar o cachorro ao veterinário
  • Lavar o carro

 

Nesta tarefa você vai usar a técnica de Ligação Mnemônica. Vai associar o primeiro item ao segundo, o segundo ao terceiro e assim por diante. Vamos começar fazendo as associações, em seguida você continuará sozinho.

  • Mentalize o médico vestido de branco com uma dúzia de bananas na cabeça;
  • Pense numa dúzia de bananas entrando no banco;
  • Imagine um banco onde vende geladeira (aqui você irá associar cada item separadamente);
  • Pense numa geladeira em formato de um ferro de passar roupas gigante;
  • O ferro de passar roupas está sobre o sofá queimando todo o tecido do sofá;
  • O sofá é uma imensa descarga;

Use a sua imaginação para fazer as outras ligações.

Quando estiver preparado, pegue um papel e escreva todas as tarefas em ordem.

Faça isso com as suas atividades do dia-a-dia. Sempre faça listas e memorize, quanto mais praticar mais rápido conseguirá fazer as associações e mais rápido lembrará das tarefas.

Caso não tenha conseguido fazer a atividade sem errar, volte e faça novamente, faça quantas vezes achar necessário.

Agora, você vai usar as mesmas tarefas, e, usando a técnica de Fixação Mnemônica, associará a lista aos números.

  • 1 – Tia – Ir ao médico
  • 2 – Neve – Comprar uma dúzia de bananas
  • 3 – Meia – Fazer um depósito bancário
  • 4 – Ceia – Comprar uma geladeira, um ferro de passar roupas e um sofá
  • 5 – Sol – Contratar um bombeiro para consertar a descarga
  • 6 – Boia – Comprar um sapato
  • 7 – Fio – Consertar a máquina de lavar
  • 8 – Água – Levar o cachorro ao veterinário
  • 9 – Pão – Lavar o carro

Você vai associar a palavra que está relacionada ao número e associá-la à tarefa. Agora é você quem vai fazer. Use sua imaginação.

Quando terminar, pegue um papel e escreva os números com suas respectivas tarefas. Você verá que ficará cada vez mais fácil fazer as associações.

Treine bastante! É muito importante que utilize o que aprendeu, faça listas de compras e coisas que você precisa fazer no dia-a-dia. Você pode usar nas atividades diárias. É muito importante que não deixe de treinar.

Memorização de textos

É comum uma pessoa esquecer um texto ou um discurso quando vai falar em público, mesmo conhecendo o assunto e sabendo o que vai discursar. Quando se está diante de uma plateia ficar nervoso é comum.

Muitas pessoas decoram o texto, palavra por palavra, mas essa técnica não é segura, pois no caso de esquecer uma palavra, terá dificuldade em lembrar o restante do texto.

Você vai aprender que usando a técnica de Ligação Mnemônica, conseguirá memorizar um texto com facilidade.

Inicialmente leia o texto que pretende falar em público. Pegue um papel e escreva palavras ou tópicos que são mais importantes. Escreva uma palavra que fará com que você lembre de todo o pensamento. Para cada pensamento há uma palavra que fará lembrar de todo o pensamento.

Ao final você terá uma lista de palavras. Agora é simples, basta usar a técnica de Ligação Mnemônica.

Separamos uma lista com palavras-chaves para você treinar. Imagine que foi convidado a falar numa reunião de pais da escola de seu filho:

 

  • Docentes
  • Discentes
  • Segurança
  • Matérias
  • Atividades de lazer

 

Depois de fazer a Ligação Mnemônica dos assuntos acima você iniciará o discurso.

Iniciará falando dos problemas dos docentes, os salários baixos, a didática de ensino entre outros assuntos. Depois falará da quantidade de discentes em sala de aula, do prejuízo ao assimilar o conteúdo tendo muitos alunos em sala. Falará sobre a segurança no estabelecimento de ensino e sobre as matérias ministradas em sala de aula e em seguida abordar as atividades de lazer que precisam ser repensadas para promover um melhor convívio entre as crianças.

Como viu, basta lembrar-se dos pensamentos principais que automaticamente os detalhes do texto se ajustarão em sua mente.

Faça isso com um texto qualquer. Primeiro leia do início ao fim para entender os principais pensamentos, em seguida escolha uma palavra-chave para cada pensamento. Faça a Ligação Mnemônica entre elas, assim terá memorizado todo o texto. Após fazer a ligação, basta reler o texto algumas vezes para que os detalhes se ajustem.

Para ficar mais fácil, comece com textos pequenos e vá aumentando assim que perceber que está mais habilitado.

Esta técnica pode ser usada para memorizar qualquer coisa que quiser: discursos, roteiros e peças de teatro.

Se sua intenção é memorizar palavra por palavra de um texto, após fazer a ligação entre as palavras, você deverá ler várias vezes o texto até que os detalhes se ajustem em sua mente.

Escolhemos um texto de Paulo Coelho para você memorizar:

“Todos nós já tivemos, de uma maneira ou de outra, experiências difíceis na vida. Isto faz parte de nossa viagem por esta Terra – e embora muitas vezes pensamos que ‘as coisas podiam ter acontecido de outra maneira’ – o fato é que não podemos mudar nosso passado.

Por outro lado, é uma mentira pensar que tudo que nos acontece tem o seu lado bom; existem coisas que deixam marcas muito difíceis de superar, feridas que sangram muito.

Como, então, nos livrarmos de nossas experiências amargas?

Só existe uma maneira: vivendo o presente. Entendo que, embora não possamos mudar o passado, podemos mudar a próxima hora, o que acontecerá durante a tarde, as decisões a serem tomadas antes de dormir.

Como diz o velho provérbio hippie: ‘hoje é o primeiro dia do resto da minha vida’”.

Como o texto tem 5 parágrafos, escolhemos 5 palavras para memorizar. Se no início achar difícil com apenas uma palavra por parágrafo, poderá escolher duas ou três.

Terra

Feridas

Amargas

Presente

Provérbio

Você vai fazer uma Ligação Mnemônica associando a primeira palavra à segunda, a segunda à terceira e assim por diante. Faça da forma como aprendeu. Depois que fizer a associação, releia o texto por quatro ou cinco vezes. Quando terminar, escreva em um papel o texto, parágrafo por parágrafo.

Treine bastante. Tente com textos tirados de jornais e de livros. À medida que for treinando vá aumentando o tamanho do texto. Em pouco tempo conseguirá memorizar um texto grande sem dificuldade.

Memorização de números

Agora você vai memorizar mais palavras de fixação: do número 31 ao 60.

31 – moto

32 – mana

33 –mamãe

34 –maca

35 – mesa

36 – ameba

37 – mofo

38 – magia

39 – mapa

40 – coral

41 – cota

42 – cana

43 – cama

44 – caco

45 – casa

46 – cabo

47 – coifa

48 – cego

49 – capuz

50 – sarau

51 – seta

52 – Sena (Rio Sena)

53 – som

54 – saco

55 – siso (dente siso)

56 – sabão

57 – sofá

58 – saga

59 – sapo

60 – bar

Após fazer as associações através da técnica de Fixação Mnemônica, escreva em um papel os números de 31 a 60 com suas respectivas palavras de associação.

Não continue a leitura antes de ter memorizado todos os dados acima. Para aprender a memorizar números é extremamente importante que tenha memorizado toda a lista.

Poucas pessoas no mundo conseguem lembrar de números com muitos dígitos. Com esta técnica, você conseguirá lembrar de números de telefones, números de documentos, qualquer número que quiser lembrar!

Para continuarmos, você precisará memorizar os números de 61 a 100.

Preste muita atenção!

61 – bata (roupa)

62 – boné

63 – bom (de bombom)

64 – boca

65 – base (maquiagem)

66 – bebê

67 – bife

68 – bege (cor)

69 – ibope

70 – feira

71 – foto

72 – fone

73 – fome

74 – foca

75 – fuso (fuso horário)

76 – fubá

77 – fofo

78 – fogo

79 – FIPE (tabela)

80 – garoa

81 – gota

82 – gênio

83 – gema

84 – guaco (xarope)

85 – gesso

86 – gás

87 – gafe

88 – gago

89 – guapo (pessoa valente)

90 – pires

91 – pato

92 – pena

93 – pluma

94 – pico

95 – peso

96 – peba (produto ruim)

97 – Pif (jogo de baralho)

98 – pagã

99 – papai

100 – terra

Para treinar, escreva em um papel os números de 61 a 100. Escreva as palavras correspondentes a cada número. Pratique bastante.

Agora que conseguiu memorizar os 100 números com as respectivas palavras, conseguirá facilmente memorizar números de muitos dígitos.

Vamos começar com o número: 674389128450

Você vai precisar separar em números de dois dígitos: 67 – 43 – 89 – 12 – 84 – 50

O próximo passo é associar cada número com as palavras de fixação, ou seja:

67 – bife

43 – cama

89 – guapo

12 – Tonel

84 – guaco

50 – sarau

O que você vai precisar fazer é associar com a técnica de Ligação Mnemônica. Após fazer a associação, sem olhar, escreva em um papel o número que memorizou.

Não é incrível?

Agora treine bastante!

 

Exercício 1

Memorize os números abaixo. Um de cada vez. Assim que terminar de memorizar, escreva-os em um papel.

0245873419

45382028457

9856749206334691

897566539204602864

1387563689291023149

82748263902347296592

58420196109296719014

 

Exercício 2

Para não esquecer, treine mais um pouco:

01 – Tia

02 – Neve

03 – Meia

04 – Ceia

05 – Sol

06 – Boia

07 – Fio

08 – Água

09 – Pão

10- Trio

11 – tatu

12 – tonel

13 – time

14 – taco

15 – tosa

16 –tábua

17 – tifo

18 – toga

19 – tapa

20 – nora

21 – nota

22 – nonna

23 – nome

24 – nuca

25 – NASA

26 – nabo

27 –  naifa

28 – nega

29 – napa

30 – maré

31 – moto

32 – mana

33 –mamãe

34 –maca

35 – mesa

36 – ameba

37 – mofo

38 – magia

39 – mapa

40 – coral

41 – cota

42 – cana

43 – cama

44 – caco

45 – casa

46 – cabo

47 – coifa

48 – cego

49 – capuz

50 – sarau

51 – seta

52 – Sena

53 – som

54 – saco

55 – siso

56 – sabão

57 – sofá

58 – saga

59 – sapo

60 – bar

61 –  bata

62 – boné

63 – bom

64 – boca

65 – base

66 – bebê

67 – bife

68 – bege

69 – ibope

70 – feira

71 – foto

72 – fone

73 – fome

74 – foca

75 – fuso

76 – fubá

77 – fofo

78 – fogo

79 – FIPE

80 – garoa

81 – gota

82 – gênio

83 – gema

84 – guaco

85 – gesso

86 – gás

87 – gafe

88 – gago

89 – guapo

90 – pires

91 – pato

92 – pena

93 – pluma

94 – pico

95 – peso

96 – peba

97 – Pif

98 – pagã

99 – Papa

100 – terra

Agora escreva os 100 números fora de ordem e coloque as palavras nos respectivos números.

Memorização de informações

Nos capítulos anteriores, você aprendeu a fazer Ligação e Fixação Mnemônicas. Os números por si só, não fazem sentido para serem lembrados, mas com a técnica apresentada se tornou muito fácil e divertido.

Tudo que você aprendeu até agora será muito útil. Você aprenderá a memorizar informações abstratas usando o Método de Substituição.

Este capítulo será muito importante para dar continuidade aos próximos assuntos.

Vamos começar. O Método de Substituição é muito simples. Quando tiver uma informação abstrata, que não signifique nada para você, procure palavras que sejam parecidas, que tenham uma pronúncia próxima à palavra que quer lembrar.

Caso queria lembrar de tecido adiposo, mas adiposo é uma palavra que não é tão comum, e com isso se torna difícil de lembrar, basta pensar em uma corda feita de tecido puxando um tipo de osso (adiposo – tipo de osso). Você nunca mais vai esquecer. Se a palavra tiver uma sonoridade parecida com alguma outra palavra ou expressão, que seja comum para você, com certeza conseguirá memorizar.

 

Exercício 1

Faça a associação das palavras abaixo. Vamos começar te ajudando:

Fêmur – pode ser associado à fêmea. Pense na fêmea de algum animal com uma fratura no fêmur. Sempre que ouvir a palavra fêmur vai lembrar desta cena e consequentemente lembrará do osso fêmur.

Aunt – (tia em inglês) a palavra pode ser associada à anta. Pense na sua tia sentada sobre uma anta (animal) passeando pela cidade.

Suit – (terno em inglês) pense na suíte da sua casa e faça a associação.

Cóccix – Pode ser associado à cócega

Sorumbático

Fíbula

Besugo

Idiossincrasia

Tênue

Bergamota

Densitometria

Carpaccio

Balburdia

Fazendo suas próprias substituições ficará mais fácil para lembrar. Você pode usar esta técnica também para lembrar palavras em língua estrangeira.

Com o tempo essas substituições serão tão simples de serem feitas que você estará fazendo associações sem dificuldade.

Lembre-se: Pratique todos os dias!

 

Memorização de nomes

Quantas vezes você encontrou uma pessoa e não conseguia lembrar o nome dela? Até lembrava do rosto, a fisionomia, mas o nome você não conseguia. A partir de agora, você não terá mais este problema.

As pessoas se sentem importantes quando outras pessoas lembram delas. Isso pode ser muito útil no seu dia-a-dia.

Para começar, você precisa, todas as vezes que for apresentado a alguém ouvir perfeitamente o nome da pessoa. Caso não consiga compreender, peça que a pessoa repita. É muito importante que ouça o nome perfeitamente.

Associe o nome da pessoa ao nome de alguém que tenha o mesmo nome, pode ser ao nome de alguém que você conhece ou de alguma personalidade. Você pode fazer a associação com algum objeto ou alguma coisa que te faça lembrar. Esta prática facilita a lembrar futuramente. Este método é infalível! E você já sabe como fazer!

Deve tornar o nome significativo para você. Veja:

Jordão: pode associar à cidade de Campos do Jordão.

Amaral: pode ser associado ao jogador de futebol Amaral.

Montilla: pode associar à uma garrafa de Rum Montilla.

Belfort: Um homem belo e forte.

Para não esquecer, precisará usar as associações feitas à fisionomia da pessoa. Sempre que conhecer alguém, olhe para o rosto dela e encontre uma característica marcante. Com esta atitude estará observando e gravando o rosto da pessoa na sua mente.

Exemplo: O Sr Montilla tem lábios grossos. Basta associar várias garrafas de Rum Montilla saindo da boca do Sr Montilla.

O Sr Ramalho tem cabelos fartos. Associe ramos de alho na cabeça do Sr Ramalho no lugar de cabelo.

Quem vai escolher as palavras que serão associadas será você. Quando você determina a que vai associar cada nome, se torna mais fácil para lembrar.

Você vai aprender a associar os rostos aos nomes, será muito fácil:

Personagem: Pedro Personagem: Ana Personagem: Jorge
Pedro Ana Jorge
Personagem: Joaquim Personagem: Samuel Personagem: Alan
Joaquim Samuel Alan
Personagem: Maria Personagem: Brenda Personagem: Renan
Maria Brenda Renan
Personagem: Sérgio Personagem: Marília Personagem: Carlos
Sérgio Marília Carlos
Personagem: Estela Personagem: Luíz Personagem: Fátima
Estela Luíz Fátima

Você vai usar as técnicas que aprendeu até agora para memorizar nomes de pessoas às suas fisionomias. A primeira associação foi feita para que você siga o exemplo.

Lembre-se: as próximas associações devem ser feitas por você, assim será mais fácil para lembrar. Como o tempo você conseguirá fazer essas associações com muita facilidade.

  • Pedro – O nome Pedro pode ser associado a uma pedra, agora falta associar alguma característica marcante da fisionomia dele à uma pedra. Vamos associar às suas orelhas que são muito grandes. Pense em uma pedra sendo arremessa e atingindo a orelha dele.
  • Ana
  • Jorge
  • Joaquim
  • Samuel
  • Alan
  • Maria
  • Brenda
  • Renan
  • Sergio
  • Marilia
  • Carlos
  • Estela
  • Luiz
  • Fátima

Agora você vai olhar cada desenho e vai dizer o nome das personagens. Você vai se surpreender com o resultado! Se preferir escreva em um papel para depois conferir.

Personagem: Alan Personagem: Maria Personagem: Luíz
Personagem: Brenda Personagem: Pedro Personagem: Sérgio
Personagem: Fátima Personagem: Estela Personagem: Ana
Personagem: Carlos Personagem: Marília Personagem: Joaquim
Personagem: Jorge Personagem: Renan Personagem: Samuel

Se teve dificuldade para lembrar de qualquer um dos nomes é porque não memorizou corretamente. Tente fazer com as suas próprias associações. Quando a associação é feita por você fica mais fácil para lembrar, pois você estará prestando mais atenção aos nomes e às características de cada um.

Espere alguns dias e olhe novamente para dos desenhos, verá que conseguirá lembrar-se de todos os nomes.

Para obter bons resultados é preciso praticar. Pratique todos os dias!

Associação de nomes aos telefones

Para quem trabalha diariamente com o público, e sempre conhece pessoas, este capítulo será muito importante para lembrar dos nomes das pessoas que conhecer.

Escreva sempre os nomes das pessoas, coloque também palavras que façam com que você lembre destas pessoas. É a mesma técnica que aprendeu no início do curso: Ligação Mnemônica. Ao final do dia, tente lembrar-se das pessoas que conheceu e através do seu aprendizado escreva em um papel o nome de todas. Após alguns dias, escreva a lista novamente para certificar-se que não esquecerá nenhum nome. Ao lembrar do nome de cada pessoa, deixe vir à mente a imagem dela, isso facilitará a memorização. Faça isso novamente após algumas semanas.

Treine sempre fazendo substituições, com o tempo perceberá que é muito simples fazer associações com nomes e sobrenomes.

Para fazer associações de nomes a fatos ocorridos, basta fazer as ligações entre o nome, a fisionomia e o fato que quer lembrar. Esta técnica pode ser usada nas mais diversas situações, caso queira, pode associar pessoas à profissão ou a qualquer outra informação.

Se quiser memorizar número de telefone, é bem simples. Você vai utilizar a técnica que aprendeu para memorizar número e associar esse número ao nome da pessoa.

Exemplo: Telefone 3927-8534 (este número foi escolhido aleatoriamente, qualquer coincidência com um número real é mero acaso).

Você vai separar em números de 2 dígitos

39 – Como aprendeu, a palavra que corresponde ao número 39 é mapa.

27 – naifa

85 – gesso

34 – maca

Agora basta associar a palavra referente a cada número e depois associar ao nome da pessoa. Caso queira pode fazer a associação também à fisionomia da pessoa.

Faça uma lista com telefones de 20 pessoas que você conheça e comece a fazer as associações. Faça a lista com os nomes e os números. Depois que fizer todas as associações, reescreva esta lista, mas sem olhar a primeira que foi feita. Caso esta lista conste pessoas que você não tenha muito contato, associe os números e nomes às fisionomias destas pessoas.

Caso queira lembrar datas de aniversário, datas comemorativas ou qualquer data que seja importante, irá usar a mesma técnica.

Exemplo:

Fabio faz aniversário é 15/01, o nome que representa o número 15 é tosa e o número 1 é tia, então você fará a associação entre as palavras tosa e tia e em seguida com o nome da pessoa que é, Fabio.

As técnicas apresentadas a você poderão ser usadas nas mais diversas situações. Basta usar sua imaginação e treinar.

Lembre-se: Para adquirir o retorno esperado é necessário treinar, não basta ter potencial, é preciso treinar este potencial para obter resultado.

Sua memória só depende de você! Quanto mais treinar, melhor será seu desempenho.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Ficaremos extremamente agradecidos! 👍👍👍

Enviar comentário

Curta nossa página no Facebook