ADM Fácil

Teoria Comportamental da Administração

Funcionários trabalhando

A Teoria Comportamental também é conhecida com Teoria Behaviorista. Surgiu no final da década de 1940, e veio com fortes críticas à Teoria das Relações Humanas. Aborda o comportamento das pessoas, enfatizando o desempenho dentro das organizações. Para entender esta teoria é muito importante conhecer a Pirâmide das Necessidades de Maslow, pois através dela é possível identificar a importância do comportamento das pessoas com o ambiente organizacional e assim se preocupar com os processos organizacionais.


Todo administrador, para conseguir melhorar a qualidade de vida dentro das organizações, precisa conhecer o comportamento humano, e consequentemente, motivar os funcionários. Esta Teoria, traz a ideia do Homem Administrativo, que é aquele que busca o resultado mais satisfatório para a organização e não apenas uma maneira de resolver.

Segundo Chiavenato, 2004:

“O Homem Administrativo procura uma maneira satisfatória de realizar as tarefas e não a melhor maneira. Ele se contenta com o que pode ser feito, dentro de suas possibilidades. Não procura a melhor decisão, mas a mais adequada para a situação”.

A Teoria Comportamental defende que ninguém atua sozinho e sim através da interação com outras pessoas. Em conjunto elas conseguem alcançar os objetivos, mas esses objetivos apenas são atingidos quando há o desejo e a cooperação de todos os envolvidos.

Defende também que é preciso conhecer as necessidades das pessoas para conseguir compreender o comportamento delas.

Para entender essas necessidades, leia texto a Pirâmide das Necessidades de Maslow que fala sobre as necessidades das pessoas e mostra que o indivíduo precisa ter no mínimo as necessidades de higiene satisfeitas, para conseguir alcançar os fatores emocionais.

A Teoria Comportamental possui vários estilos de Administração e o administrador pode escolher aquele estilo que melhor se enquadra com sua organização:

Teoria X

Possui um estilo de administração mais rígido e autocrático, se parece muito com a Administração Científica. Na Teoria X as pessoas trabalham seguindo padrões que são organizados pela gestão, e tem o intuito de alcançar os objetivos da empresa. Entende que as pessoas são motivadas pela remuneração que recebem, e esta é utilizada como recompensa e também como punição. Esta teoria “obriga” que as pessoas façam exatamente o que as empresas esperam delas, sem levar em consideração suas opiniões. As imposições são feitas de cima para baixo onde o trabalho e o comportamento dos subordinados são controlados.

Teoria Y

Possui um estilo participativo, leva em consideração valores humanos e sociais. Para a Teoria Y, quem administra precisa criar oportunidades e incentivar o crescimento individual. Se caracteriza por descentralizar as decisões, dar mais significado às atividades dos colaboradores, estimular a participação e a auto avaliação. Para esta teoria, o gestor precisa criar meios para que os funcionários consigam alcançar seus objetivos pessoais e voltar seus esforços para os ideais da organização.

Teoria X vs Teoria Y

Sistema de Likert

Nesta teoria, não há normas que valem para todas as organizações, cada empresa deve analisar suas necessidades. Para tanto, foram desenvolvidos 4 modelos administrativos, que podem ser vistos no quadro abaixo:

  • Sistema autoritário e coercitivo
  • Sistema autoritário e benevolente
  • Sistema Consultivo
  • Sistema Participativo
Sistema Likert

Teoria das Decisões

Esta teoria, afirma que os funcionários são capazes de criar suas opiniões e também de tomar suas decisões, assim cada um é capaz de participar de forma consciente e racional conseguindo fazer suas escolhas dentro da organização.

Teoria das decisões

Teoria do equilíbrio Organizacional

Esta teoria defende que a organização é um conjunto de costumes sociais de várias pessoas que participam de alguma forma da empresa. As pessoas são motivadas através de incentivos que recebem em troca da contribuição que dão à organização. Quanto maior for a contribuição exigida maior deverá ser o incentivo recebido pelo esforço que é gerado.

Teoria do equilíbrio organizacional

Analisando as teorias estudadas, podemos afirmar que a Teoria Comportamental analisa os processos organizacionais e o comportamento das pessoas dentro da organização. Para conseguir êxito, o administrador precisa conhecer as necessidades humanas e com isso, motivar os funcionários a melhorar a qualidade de vida dentro da empresa.

O gestor precisa estar atento às mudanças, pois assim como as necessidades das pessoas mudam, suas motivações também mudam, para tanto, é importante inserir na rotina, dinâmicas de grupo para conseguir avaliar de que forma cada funcionário poderá ser motivado.

Referências

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria Geral da Administração: uma visão abrangente e moderna da administração das organizações. Ed. Compacta. 3ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2004.

CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à Teoria geral da Administração. 8 ed. São Paulo: Campus, 2011


Enviar comentário

Curta nossa página no Facebook