Curso de Administração

Restrição Cadastral Interna nos Bancos: 4 formas de "limpar" seu nome

A prática de restrição interna é ilegal, porém os bancos utilizam este cadastro de restrição para bloquear o crédito a quem já teve algum problema com pagamento a Instituições Financeiras.

Segundo a lei, os bancos não podem negar crédito aos consumidores por estes estarem inseridos numa lista de restrição interna, o crédito apenas pode ser negado caso os consumidores estejam com restrição no Serviço de Proteção ao Crédito, ou seja, no SPC e Serasa ou haja restrição por cheque sem fundo. Exceto estes casos, torna-se ilegal prejudicar o consumidor.

Este tipo de restrição interna foi criado com o objetivo de as Instituições Financeiras obterem apenas lucro, pois entende-se que restringindo o crédito, a inadimplência também se torna restrita. E para alcançar este objetivo, os bancos acabam ignorando a lei e criando suas próprias regras.

Restrição Interna

Como as Listas Internas são Criadas e Como tirar o Nome dessas Listas?

Para ajudar a tirar o nome do consumidor dessas listas internas de restrição, primeiro precisamos entender como elas são criadas. Os bancos fazem consultas a bancos de dados como SCR, CCS, CCF e Cadin que são do Banco Central, por meio desses bancos de dados, conseguem informações sobre sua vida financeira em qualquer Instituição.

Através das informações obtidas, os bancos criam suas listas de restrições internas. Geralmente levam em consideração: pessoas que não pagam os débitos, ex clientes que tiveram dívidas prescritas, pessoas que entraram na justiça reclamando de juros abusivos e pessoas que negociaram dívidas com desconto.

Estes são os dados mais usados para punir os consumidores, pois os bancos entendem que se o consumidor já esteve envolvido em algum dos casos acima, é provável que volte a ter estes problemas, e isso faz com que os bancos tenham uma margem de lucro reduzida.

O único motivo para a criação desta lista de restrição é: recuperar o dinheiro que já foi emprestado com uma margem de lucro mais alta, pois para tirar o nome do consumidor desta lista, o influenciam a pagar o valor pendente de forma integral, mesmo que ele já tenha caducado ou tenha sido negociado.

O grande problema é que o consumidor entra nesta lista por algo muito pequeno e só consegue sair dela, se pagar os juros abusivos que são cobrados.

Esse tipo de ação não cumpre com a legislação, pois toda Instituição Financeira tem o dever de trabalhar dentro das normas estabelecidas por lei.

Como sair da Restrição Interna dos Bancos?

Existem quatro opções para tirar o CPF da lista de Restrição Interna dos Bancos:

  1. Fazer uma reclamação diretamente no PROCON;
  2. Abrir uma ação judicial;
  3. Procurar outra Instituição Financeira;
  4. Seguindo as dicas de um especialista (modo mais fácil e rápido).

Como Funcionam as Listas de Restrição?

Geralmente estas listas de restrição são usadas por Instituições que são controladas pelo mesmo grupo, por isso são chamadas de “Restrição Interna”. Ao procurar uma Instituição Financeira que não possua vínculo com aquela que você já teve problema em algum momento, será mais fácil ter seu crédito aprovado.

Restrição Interna nos Bancos Privados

Santander, Bradesco e Itaú - Bancos Privados

Abaixo você pode conferir a relação de alguns bancos que são controlados por um mesmo grupo:

  • Santander – Esta Instituição controla as contas de vários bancos que deixaram o mercado, como o Abn Amro Bank, Banespa, Sudameris – América do Sul e Banco Real, portanto quem tinha restrição nestes bancos hoje encontra dificuldade para conseguir crédito no Santander.
  • Bradesco – Assim como o Santander, o Bradesco controla as contas de vários outros bancos como o Bilbao Vizcaya, BMC, Banco IBI, BCN, Credireal, Banco Continental e Banco Boa Vista, com isso, aqueles correntistas que já tiveram algum problema nestes bancos possuem dificuldades ao negociar com o Bradesco.
  • Itaú – Controla todas as contas do antigo Unibanco, Credicard, BTG Pactual e Citibank.

Restrição Interna na Caixa Econômica e Banco do Brasil

Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil - Bancos Públicos

Bancos como a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil teoricamente não utilizam estas listas de Restrição Interna por serem empresas públicas e estas listas irem contra as regras do governo. Seria totalmente contraditório o Ministério da Fazenda, ciente da ilegalidade permitir que tal ato fosse praticado.

Este tipo de restrição seria como manter os clientes em uma prisão, pois mesmo após ter feito o pagamento de suas obrigações, eles ficam sujeitos às normas criadas pelas próprias Instituições Financeiras que não cumprem com o que determina a lei.

Retirando o seu nome das listas de Restrição Interna de Forma Rápida e Fácil

Existe uma solução em um manual passo a passo onde você vai aprender a retirar fácil, em 10 minutos, com 3 cliques, dentro da lei, com resultados comprovados por mais de 3 mil clientes, sem pagar nada mais para os bancos!

Este manual foi escrito por um especialista da área e você pode verificar clicando no botão abaixo.

7 comentários em “Restrição Cadastral Interna nos Bancos: 4 formas de "limpar" seu nome”

  1. Boa tarde. Existe alguma segurança na compra deste manual? Estou com restrição interna (CONRES). Já fiz algumas tentativas, como a contratação da consultoria “fiqsabendo”? Porém não foram honestos. O meu desejo é eliminar isso, porém estou com receio devido a tentavas mal sucedidas. Obrigada!

    Responder
  2. Ola pessoal e pra completar essa lista os bancos ficam mentindo oferecendo conta digital cartão pré a provados abrindo conta digital quando vc abre chega em sua casa um cartão de debito sem direito a créditos e cobrando taxa de serviço prometendo que em breve tempo vc terá credito mais não no momento eu falo isso e provo são todos os bancos digital sem restrições.isso E uma vergonha .

    Responder

Deixe um comentário