Patrimônio Líquido

Patrimônio Líquido: O que é?

O patrimônio líquido representa a quantidade de dinheiro que seria devolvida aos acionistas de uma empresa se todos os ativos fossem liquidados e toda a dívida da empresa fosse quitada.

O patrimônio líquido é encontrado no balanço de uma empresa e é uma das métricas financeiras mais comuns empregadas pelos analistas para avaliar a saúde financeira de uma empresa. O patrimônio líquido também pode representar o valor contábil de uma empresa. Às vezes, o patrimônio pode ser oferecido como pagamento em espécie.

Existem vários tipos de patrimônio que se estendem além do balanço de uma corporação. Neste artigo, exploraremos os diferentes tipos de patrimônio, incluindo como os investidores podem calcular o patrimônio ou o patrimônio líquido de uma corporação.

Fórmula e Cálculo do Patrimônio Líquido

É importante que os acionistas conheçam a estabilidade financeira das empresas em que investem. A fórmula e o cálculo a seguir podem ser usados ​​para determinar o risco envolvido no investimento em uma empresa.

Patrimônio Líquido = Total do Ativo – Total do Passivo

O balanço patrimonial mantém a base da equação contábil, que é a seguinte:

Ativo = Passivo + Patrimônio Líquido

No entanto, queremos encontrar o valor do patrimônio, o que pode ser feito da seguinte maneira:

  1. Localize o total de ativos da empresa no balanço patrimonial do período;
  2. Localize o passivo total, que deve ser listado separadamente no balanço;
  3. Subtraia o total de ativos do total de passivos para chegar ao patrimônio líquido;
  4. O total de ativos será igual à soma do passivo e do patrimônio total.

O que o Patrimônio lhe diz?

A equação contábil do balanço patrimonial e do patrimônio líquido tem aplicações além das empresas. Podemos pensar no patrimônio como um grau de propriedade de qualquer ativo após subtrair todas as dívidas associadas a esse ativo.

Abaixo estão vários tipos de patrimônio:

  • Uma ação ou qualquer outro valor mobiliário representando uma participação acionária, que pode estar em uma empresa privada e, nesse caso, é chamado de patrimônio privado;
  • No balanço de uma empresa, o valor dos fundos contribuídos pelos proprietários ou acionistas, mais os lucros (ou prejuízos) acumulados. Pode-se também chamar de patrimônio líquido;
  • Na negociação de margem, o valor dos títulos em uma conta de margem menos o que o titular da conta emprestou da corretora;
  • No setor imobiliário, a diferença entre o valor justo de mercado atual do imóvel e o valor que o proprietário ainda deve sobre a hipoteca. É o valor que o proprietário receberia após vender um imóvel e pagar qualquer penhor. Também chamado de “valor da propriedade real “;
  • Quando uma empresa entra em falência e precisa liquidar, o patrimônio líquido é a quantidade de dinheiro restante depois que a empresa paga seus credores. Isso costuma ser chamado de “patrimônio de propriedade”, também conhecido como capital de risco ou “capital passivo”.

Entendendo o Patrimônio Líquido

O patrimônio é importante porque representa o valor da participação de um investidor em valores mobiliários ou em uma empresa. Os investidores que possuem ações em uma empresa geralmente estão interessados ​​em seu patrimônio pessoal, representado por suas ações. No entanto, esse tipo de patrimônio pessoal é uma função do patrimônio total da empresa. A posse de ações de uma empresa ao longo do tempo pode gerar ganhos de capital ou valorização das ações, bem como dividendos para os acionistas. A participação acionária também pode dar aos acionistas o direito de votar em qualquer eleição para o conselho de administração. Esses benefícios de participação acionária promovem o interesse contínuo dos acionistas na empresa.

O patrimônio representa a participação dos acionistas na empresa. Conforme declarado anteriormente, o cálculo do patrimônio líquido é o total de ativos de uma empresa menos seu total de passivos.

O patrimônio líquido também pode ser expresso como capital social da empresa e lucros retidos menos o valor das ações em tesouraria. Este método, no entanto, é menos comum. Embora ambos os métodos apresentem o mesmo valor, o uso do total de ativos e passivos totais é mais ilustrativo da saúde financeira de uma empresa. Ao comparar números concretos que refletem tudo o que a empresa possui e tudo o que deve, a equação do patrimônio líquido “ativos menos passivos” mostra uma imagem clara das finanças da empresa, que pode ser facilmente interpretada por investidores e analistas.

O patrimônio líquido pode ser negativo ou positivo. Se positivo, a empresa possui ativos suficientes para cobrir seus passivos. Se negativo, o passivo da empresa excede seus ativos; se prolongado, é considerado insolvência do balanço.

Normalmente, os investidores vêem as empresas com patrimônio líquido negativo como investimentos arriscados ou inseguros. Somente o patrimônio líquido não é um indicador definitivo da saúde financeira da empresa; usado em conjunto com outras ferramentas e métricas, o investidor pode analisar com precisão a saúde de uma organização.

Os usos da Emissão de Ações

O patrimônio é usado como capital para uma empresa, que pode ser comprar ativos e financiar operações. O patrimônio líquido tem duas fontes principais. A primeira é do dinheiro inicialmente investido em uma empresa e a segunda são os investimentos adicionais feitos posteriormente. Nos mercados públicos, na primeira vez em que uma empresa emite ações no mercado primário, esse patrimônio é usado para iniciar operações ou, no caso de uma empresa estabelecida, para aumentar o capital. Os fundos da emissão de ações também poderiam ser usados ​​para quitar dívidas ou adquirir outra empresa.

Componentes do Patrimônio Líquido

Os lucros acumulados fazem parte do patrimônio líquido e representam a porcentagem do lucro líquido que não foi pago aos acionistas como dividendos. Pense nos lucros retidos como economia, pois representa um total acumulado de lucros que foram salvos e deixados de lado ou retidos para uso futuro. Os lucros retidos aumentam com o tempo, à medida que a empresa continua a reinvestir parte de sua receita.

Em algum momento, o valor dos lucros acumulados pode exceder o valor do capital social aportado pelos acionistas. Os lucros acumulados são geralmente o maior componente do patrimônio líquido das empresas que operam há muitos anos.

As empresas podem fazer uma recompra de ações quando a administração não puder implantar todo o capital disponível, de maneira a oferecer os melhores retornos. As ações recompradas pelas empresas tornam-se ações em tesouraria, e seu valor em dólar é registrado em uma conta denominada ações em tesouraria, uma contra-conta para as contas de capital do investidor e lucros acumulados. As empresas podem reemitir ações em tesouraria de volta aos acionistas quando elas precisarem arrecadar dinheiro.

Muitos vêem o patrimônio líquido como representando os ativos líquidos de uma empresa – seu valor líquido, por assim dizer, seria o valor que os acionistas receberiam se a empresa liquidasse todos os seus ativos e pagasse todas as suas dívidas.

Exemplo de Patrimônio Líquido

Abaixo, uma parte do balanço da Exxon Mobil Corporation (XOM) em 30 de setembro de 2018:

  • O total de ativos foi de US$ 354.628,00;
  • O passivo total foi de US$ 157.797,00;
  • O patrimônio total foi de US$ 196.831,00.

A equação contábil na qual ativos = passivos + patrimônio líquido é calculada da seguinte forma:

  • Patrimônio líquido = US$ 196.831,00 ou US$ 354.628,00, (total de ativos) – US$ 157.797,00 (total de passivos).
Patrimônio Líquido - Exxon Mobil

Patrimônio Privado ou Private Equity

O patrimônio pode ser classificado como o valor de mercado do patrimônio ou o valor contábil. Quando um investimento é negociado publicamente, o valor de mercado está prontamente disponível. As partes interessadas também podem realizar uma avaliação para estimar o valor de mercado. Um proprietário que deseja vender uma casa contratará um corretor de imóveis para estabelecer um valor de mercado comparável com o que estabelecer como um preço de venda estimado (e o patrimônio do proprietário representará seus ativos (porcentagem da casa própria) menos passivos (a hipoteca pendente). É o patrimônio líquido declarado no balanço patrimonial.

Essa distinção é importante porque em mercados privados não há valor de mercado prontamente disponível. Private equity geralmente se refere a empresas que não são negociadas publicamente. A equação contábil ainda se aplica quando o patrimônio declarado no balanço patrimonial é o que resta quando subtrair passivos do patrimônio. Envolve financiamento que não é anotado em uma troca pública. O patrimônio privado provém de fundos e investidores que investem diretamente em empresas privadas ou que se envolvem em aquisições alavancadas de empresas públicas.

Os investidores privados podem incluir instituições, fundos de pensão, doações de universidades e companhias de seguros ou indivíduos. O private equity entra em jogo em diferentes pontos do ciclo de vida de uma empresa, normalmente, uma empresa jovem, sem receita ou lucro, não pode se dar ao luxo de pedir empréstimos, por isso deve obter capital de amigos e familiares ou ” investidores anjos” individuais. Os capitalistas de risco entram em cena quando a empresa finalmente cria seu produto ou serviço e está pronta para lançá-lo no mercado. Algumas das maiores e mais bem-sucedidas empresas do setor de tecnologia, como Dell Technologies e Apple Inc., começaram como operações financiadas por empreendimentos.

Os capitalistas de risco fornecem a maioria dos financiamentos de capital em troca de uma participação minoritária. Às vezes, um capitalista de risco participa do conselho de administração de suas empresas de portfólio, garantindo um papel ativo na orientação da empresa.

Em uma transação, uma empresa recebe um empréstimo de uma empresa de private equity para financiar a aquisição de uma divisão ou outra empresa. Os fluxos de caixa ou os ativos da empresa que está sendo adquirida geralmente garantem o empréstimo. A dívida do mezanino é um empréstimo privado, geralmente fornecido por um banco comercial ou uma empresa de capital de risco do mezanino. As transações de mezanino geralmente envolvem uma combinação de dívida e patrimônio na forma de empréstimo subordinado ou bônus de subscrição, ações ordinárias ou ações preferenciais.

Um tipo final de private equity é um investimento privado em uma empresa pública ou PIPE. Um PIPE é a compra de ações de uma empresa de investimento privado, de um fundo mútuo ou de outro investidor qualificado em uma empresa com desconto no valor de mercado atual por ação para aumentar o capital.

Valor da Marca

Ao determinar um ativo no cálculo do patrimônio, principalmente para grandes empresas, é importante observar que esses ativos podem incluir ativos tangíveis, como propriedades e ativos intangíveis, como a reputação e a identidade da marca da empresa. Através de anos de publicidade e desenvolvimento de uma base de clientes, a marca de uma empresa pode ter um valor inerente. Alguns chamam esse valor de “valor da marca”, que mede o valor de uma marca em relação a uma versão genérica ou de marca de loja de um produto.

Por exemplo: muitos amantes de refrigerantes pegam uma Coca-Cola antes de comprar uma cola da marca da loja, porque preferem ou estão mais familiarizados com o sabor. Se uma garrafa de 2 litros de cola da marca da loja custa R$ 1,00 e uma garrafa de 2 litros de Coca-Cola custa R$ 2,00, a Coca-Cola tem um valor de marca de R$ 1,00.

Existe também o valor negativo da marca, que é quando as pessoas pagam mais por um produto genérico ou de marca de loja do que por um nome de marca específico. O valor negativo da marca é raro e pode ocorrer devido a má publicidade, como recall de produto ou desastre.

Patrimônio x Retorno Sobre o Patrimônio

O retorno sobre o patrimônio líquido (ROE) é uma medida do desempenho financeiro calculado dividindo o lucro líquido pelo patrimônio líquido. Como o patrimônio líquido é igual aos ativos de uma empresa menos sua dívida, o ROE pode ser considerado o retorno dos ativos líquidos. O ROE é considerado uma medida de quanto efetivamente a administração está usando os ativos de uma empresa para gerar lucros. O patrimônio tem vários significados, mas geralmente representa a propriedade de um ativo ou uma empresa, como acionistas que possuem patrimônio de uma empresa. ROE é uma métrica financeira que mede quanto lucro é gerado a partir do patrimônio líquido da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *