O que é Acréscimo?

Acréscimo refere-se ao crescimento gradual e incremental de ativos e ganhos para expansão dos negócios, crescimento interno da empresa ou fusões e aquisições.

Em finanças, acréscimo é também a acumulação de ganhos de capital que um investidor espera receber após a compra de um título com desconto e a retenção até o vencimento. As aplicações mais conhecidas de acréscimo financeiro incluem títulos com cupom zero ou ações preferenciais cumulativas.

Noções Básicas Sobre Acréscimos

Nas finanças corporativas, acréscimo é a criação de valor por crescimento orgânico ou após a realização de uma transação. Isso pode ser devido à aquisição de novos ativos com desconto ou abaixo de seu valor atual de mercado. Também pode incluir a aquisição de ativos que devem crescer em valor devido à ocorrência da transação.

Acréscimo

Nos mercados de valores mobiliários, a compra de títulos abaixo do seu valor nominal é considerada compra com desconto, enquanto a compra acima do valor nominal é conhecida como compra com um prêmio. Em finanças, a provisão ajusta a base de custo do valor da compra (desconto) ao valor do resgate antecipado no vencimento. Por exemplo: se um título for adquirido por um valor total de 80% do valor nominal, o acréscimo será de 20%.

Factoring na Contabilidade de Obrigações

À medida que as taxas de juros aumentam, o valor dos títulos existentes diminui de valor, o que significa que os títulos negociados no mercado diminuem de preço para refletir o aumento da taxa de juros. Uma vez que todos os títulos vencem pelo valor nominal, o investidor reconhece um ganho em um título comprado com desconto, e esse ganho é reconhecido mediante o acréscimo.

Acréscimo de Obrigações (Finanças)

A taxa de acréscimo é determinada dividindo o desconto pelo número de anos no prazo. No caso de títulos com cupom zero, os juros adquiridos não são compostos. Embora o valor do título aumente com base na taxa de juros acordada, ele deve ser mantido pelo prazo acordado antes que possa ser sacado. Suponha que um investidor comprou um título de R$ 1.000,00 por R$ 860,00 e o vencimento será em 10 anos. Entre as datas de compra e vencimento do título, o investidor precisa reconhecer um ganho de capital de R$ 140,00. Quando o título é comprado, os R$ 140,00 são lançados com um desconto na conta do título. Nos próximos 10 anos, uma parte dos R$ 140,00 é reclassificada na conta de receita de títulos a cada ano, e todos os R$ 140,00 são lançados no resultado na data de vencimento.

Acréscimo de Ganhos (Contabilidade)

A relação lucro por ação é definida como o lucro disponível para os acionistas ordinários dividido pela média das ações ordinárias em circulação, e acréscimo refere-se a um aumento no lucro por ação de uma empresa devido a uma aquisição.

Exemplos de Acréscimo

Suponha, por exemplo, que uma empresa gere R$ 2.000.000,00 em ganhos disponíveis para os acionistas ordinários e que 1.000.000 de ações estejam em circulação; a relação de lucro por ação é de R$ 2,00. A empresa emite 200.000 ações para comprar uma empresa que gera R$ 600.000,00 em ganhos para os acionistas ordinários. O novo Lucro por ação para as empresas combinadas é calculado dividindo seus ganhos de R$ 2.600.000,00 por 1.200.000 ações em circulação, ou R$ 2,17. Os profissionais de investimento referem-se aos ganhos adicionais como acréscimo devido à compra.

Outro exemplo: se uma pessoa comprar um título com um valor de R$ 1.000,00 pelo preço com desconto de R$ 750,00, com o entendimento de que ele será mantido por 10 anos, o negócio será considerado de acréscimo. O título paga o investimento inicial mais juros. Dependendo do tipo de compra de títulos, os juros podem ser pagos a intervalos regulares, como anualmente, ou em um montante fixo no vencimento. Se a compra de títulos for um título de cupom zero, não haverá acumulação de juros.

Em vez disso, é comprado com desconto, como o investimento inicial de R$ 750,00 para um título com um valor nominal de R$ 1.000,00. O título paga o valor nominal original, também conhecido como valor acumulado, de R$ 1.000,00 em um montante fixo no vencimento.

Um exemplo principal de finanças corporativas está presente durante a aquisição de uma empresa por outra. Primeiro, suponha que o lucro por ação da Corporação X esteja listado como R$ 100,00 e o lucro por ação da Corporação Y esteja listado como R$ 50,00. Quando a Corporação X adquire a Corporação Y, o lucro por ação da Corporação X aumenta para R$ 150,00. Esta oferta é 50% de acréscimo devido ao aumento no valor.

No entanto, às vezes, instrumentos de dívida de longo prazo, como empréstimos para automóveis, tornam-se instrumentos de curto prazo quando se espera que a obrigação seja totalmente reembolsada em um ano. Se uma pessoa contrata um empréstimo de carro de cinco anos, após o quarto ano, a dívida se torna um instrumento de curto prazo.

Deixe um comentário