ADM Fácil

O Papel do Gestor Pedagógico

Quadro negro

O gestor pedagógico precisa unir suas habilidades de administrador com as de pedagogo na gestão escolar, pois ele é o mediador dos conflitos nas diversas tarefas da instituição educacional.


É preciso construir um projeto coerente com a realidade escolar, abrindo espaço para as diferentes opiniões e assim construir uma proposta coerente com as necessidades escolares.

O gestor pedagógico precisa ter a visão de todo o ambiente escolar para conseguir intervir nos momentos necessários e garantir o bom desempenho dos profissionais envolvidos na Instituição Educacional e como consequência dar continuidade ao processo de ensino-aprendizagem.

Atualmente há uma proposta educacional voltada para uma educação mais humana que compreenda melhor à diversidade, respeitando cada um com suas particularidades. Os processos educacionais são complexos e precisam ser bem analisados para levar educação de qualidade aos alunos.

O gestor pedagógico para conseguir informar as funções educativas, precisa compreender o papel da escola na construção social, nos assuntos socioeconômicos e políticos. Assim, é importante que as questões educacionais sejam analisadas juntamente com a escola, a família e a comunidade, pois os discentes precisam de bases sólidas para não sofrerem as consequências de um ensino desorganizado.

Cabe ao gestor, constituir o projeto pedagógico da Instituição Educacional a fim de organizar a reflexão e a participação, além de viabilizar a execução do projeto. Não deve ficar preso a aspectos formais e sim buscar trabalhar com assuntos atuais que sejam mais pertinentes ao momento vivenciado.

E para colocar em prática o projeto pedagógico, o gestor necessita da ajuda dos professores, pois é através da docência que vão conseguir passar aos alunos uma formação mais humanística, ética, científica, cultural e tecnológica.

Para obter sucesso na qualificação dos docentes, o gestor pedagógico precisa dar ênfase a alguns fatores, que são:

  • Fazer o planejamento do trabalho que será desenvolvido;
  • Reflexão a respeito das mudanças que vêm ocorrendo na sociedade e que são refletidas no cotidiano escolar;
  • Trabalho articulado que dê continuidade ao projeto político pedagógico através da consciência dos docentes na atuação em sala de aula;
  • Definir os meios de comunicação a fim de criar confiança entre docentes e discentes;
  • O projeto pedagógico deve ser aceito de forma coletiva pelos professores, para que todos tenham os mesmos objetivos passados aos discentes.

Ao elaborar o projeto pedagógico, o gestor precisa liderar reuniões com todos os envolvidos, desde docentes, coordenadores até funcionários de secretaria, para conseguir desenvolver um plano que envolva da melhor forma possível os discentes, com o objetivo de construir o conhecimento e o entendimento da realidade e a finalidade de inovar a Instituição levando todos a pensamentos mais globalizados e inclusivos. Para contribuir com a gestão, o pedagogo precisa ter vasto conhecimento, principalmente em pedagogia empresarial, que o ajudará a nortear o projeto de forma a obter o resultado esperado.

A elaboração do projeto pedagógico passa por um processo de amadurecimento das ideias, através de análises e reflexões. Por isso é fundamental que todos os envolvidos se reúnam durante toda análise do projeto para vencer resistências e poder contar com as mais diversificadas ideias.

No projeto deve constar

  • Na identificação – título, nome da instituição, setor, responsáveis e a duração do projeto;
  • Na justificativa – deve descrever as situações que precisam ser melhoradas ou transformadas;
  • No objetivo – identificar os resultados almejados com a efetivação do projeto, dentro do prazo previsto;
  • Nas metas – especificar cada meta estabelecida;
  • Identificar o plano global da instituição, o projeto político pedagógico, as demandas dos docentes, discentes e da comunidade escolar.
  • Nas referências teóricas – referir os fundamentos teóricos que alimentam o projeto proposto;
  • Na identificação das etapas – considerar a necessidade da formação dos docentes e apresentar a discussão entre gestores, docentes e demais funcionários para fazer as mudanças necessárias.
  • No desenvolvimento – considerar a disponibilidade de recursos disponíveis;
  • Cronograma – informar o tempo que será disponibilizado para a execução do projeto;
  • Custos – descrever os custos que serão necessários para a execução do projeto;
  • Avaliação – referente ao acompanhamento da execução do projeto e à avaliação dos resultados.

O gestor pedagógico é o mediador de todo o processo de implementação do projeto pedagógico na Instituição de Ensino, gerando reflexão em todos os segmentos abordados. Por este motivo, precisa administrar o ambiente de trabalho articulando, intervindo e mediando de forma a conduzir todos ao objetivo final.

Leitura recomendada

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Ficaremos extremamente agradecidos! 👍👍👍

5 comentários

    • Boa tarde, Damiana! Na gestão pedagógica,tem muitas demandas que dependem de outros setores da escola.O Gestor Pedagógico precisa estar apto a identificar estas demandas e resolvê-las,mesmo não sendo sua função,pois estas,podem impedir que os projetos da escola se desenvolvam e atinjam os objetivos traçados para a comunidade escolar.

  • Este artigo vem contribuir bastante com a minha prática!Considero de suma importância estar baseada em teorias que explanam de maneira simples o trabalho a ser desenvolvido pelo gestor pedagógico.Em meio a tantas demandas da escola,o fazer pedagógico,às vezes não acontece por conta de outras demandas que não foram atendidas.

  • Obrigada pelo artigo, estou no terceiro período de pedagogia e tenho muito interesse em conhecer o trabalho do gestor pedagógico.

Curta nossa página no Facebook