Contabilidade

Como a contabilidade financeira difere da contabilidade gerencial?

Contabilidade financeira e contabilidade gerencial são duas das quatro maiores ramificações da disciplina contábil (contabilidade e auditoria tributária são as outras). Apesar de muitas semelhanças na abordagem e no uso, existem diferenças significativas entre os dois. Essas diferenças se concentram em conformidade, padrões contábeis e públicos alvo.

Principais objetivos das duas práticas contábeis

O principal objetivo da contabilidade gerencial é produzir informações úteis para uso interno da empresa. Os gerentes de negócios coletam informações que incentivam o planejamento estratégico, ajudam a estabelecer metas realistas e incentivam uma direção eficiente dos recursos da empresa.

A contabilidade financeira também tem alguns usos internos, mas está muito mais preocupada em informar a quem está fora de uma empresa. As contas finais ou demonstrações financeiras produzidas por meio da contabilidade financeira são projetadas para divulgar o desempenho comercial e a saúde financeira da empresa. Se a contabilidade gerencial é criada para a administração de uma empresa, a contabilidade financeira é criada para seus investidores, credores e reguladores do setor.

Contabilidade Gerencial

As informações criadas através da contabilidade financeira são inteiramente históricas; as demonstrações financeiras contêm dados por um período de tempo definido. A contabilidade gerencial examina o desempenho passado e cria previsões de negócios. As decisões de negócios devem ser informadas por esse tipo de contabilidade.

Investidores e credores costumam usar demonstrações financeiras para criar previsões próprias. Dessa forma, a contabilidade financeira não é totalmente retrospectiva. No entanto, nenhuma previsão futura é permitida nas declarações.

Regulação e uniformidade

A maior diferença prática entre contabilidade financeira e contabilidade gerencial está relacionada ao seu status legal. Os relatórios gerados por meio da contabilidade gerencial são circulados apenas internamente. Cada empresa é livre para criar seu próprio sistema e regras em relatórios gerenciais. Isso significa que não há relatórios reguladores do sistema centralizado e, muitas vezes, pode levar muito mais tempo para encontrar o que você precisa.

Por outro lado, os relatórios contábeis financeiros são altamente regulamentados, especialmente a demonstração do resultado, o balanço patrimonial e a demonstração do fluxo de caixa. Como essas informações são divulgadas para consumo público e são altamente antecipadas pelos investidores, as empresas devem ter muito cuidado com a forma como fazem cálculos, como os números são relatados e em que ordem esses relatórios são construídos.

Com essa uniformidade, investidores e credores comparam as empresas diretamente com base em suas demonstrações financeiras. Além disso, as demonstrações financeiras são divulgadas regularmente, estabelecendo consistência nos fluxos de informações externas.

Detalhes dos relatórios

Por várias razões, os relatórios contábeis financeiros tendem a ser agregados, concisos e generalizados. As informações são simultaneamente mais transparentes e menos reveladoras. Normalmente, esse não é o caso da contabilidade gerencial, pois existem muitas razões para fazer as coisas de uma maneira específica para cada empresa. Por exemplo, convém relatar internamente bônus mais baixos para não irritar os funcionários de nível médio a baixo que possam querer ler o relatório.

Os relatórios contábeis gerenciais são altamente detalhados, técnicos, específicos e geralmente experimentais. As empresas estão sempre buscando uma vantagem competitiva; portanto, examinam uma infinidade de informações que podem parecer pedantes ou confusas para terceiros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *