ADM Fácil

Como fazer a curva ABC? Aplicações, Implementação, Detalhes

Curva ABC

A Curva ABC, também é conhecida como Análise de Pareto ou Regra 80/20, é muito utilizada para categorizar estoque, determinando quais são os produtos mais importantes na empresa. Ao estudar o estoque observa-se que 80% dos problemas são causados por 20% dos fatores, além de 80% das riquezas da empresa serem provenientes de apenas 20% dos produtos e clientes. É uma metodologia que classifica e agrupa os itens, com base na sua importância para geração de lucro.

A Curva ABC trata da classificação estatística de materiais, onde é considerada a importância dos materiais com base na quantidade utilizada e no seu valor de mercado. A Curva ABC também pode ser utilizada para classificar clientes analisando o volume de compras em relação a lucratividade proporcional.

Principais aplicações da Curva ABC

  • Classificação de produtos e materiais em estoque, definindo quais deverão receber prioridade e atenção;
  • Identificação do percentual e peso de participação de cada item nas vendas;
  • Com base no percentual de sucesso na empresa, deverá ser feita uma revisão e redefinição dos padrões das operações e processos das atividades produtivas;
  • Identificar os melhores clientes, determinar tempo de atendimento e personalização dos serviços para os produtos que foram classificados com A e B.

A Curva ABC dos Clientes

A Curva ABC separa os produtos e os clientes em Classes A, B e C.

  • Clientes da Classe A: São os clientes mais fortes, que geram mais lucro para a empresa, eles são responsáveis por 80% da lucratividade, por este motivo, merecem maior atenção, pois compram os produtos mais caros e com grande frequência;
  • Cliente da Classe B: São os clientes de médio impacto, são responsáveis por 15% do faturamento da empresa;
  • Clientes da Classe C: São os clientes mais fracos em relação a lucratividade da empresa, compram menos, com menor frequência e escolhem os produtos mais baratos. Estes clientes são responsáveis por 5% do faturamento da empresa.

Através da classificação dos clientes em A, B ou C, a empresa consegue fazer um atendimento diferenciado para cada um deles, traçar o perfil de compra e entender as demandas de cada um. Após ter este perfil traçado, o gestor consegue investir na fidelização dos clientes da Classe A e traçar estratégias para tratar dos outros clientes, com o objetivo de que cada um suba de classe.

A Curva ABC na Gestão de Estoque

A Curva ABC é muito importante na gestão do estoque, pois se o gestor comprar grande quantidade de uma mercadoria e esta ficar armazenada, será um gasto financeiro e de espaço desnecessários e se comprar pouca mercadoria sofrerá com a falta de estoque, neste caso, a Curva ABC ajuda a evitar erros na hora da compra. Na gestão de estoque os produtos são classificados da mesma forma que são classificados os clientes, teremos produtos Classe A, B e C.

  • Produtos da Classe A: São classificados como produtos classe A apenas 20% dos itens de estoque, mas que são responsáveis por 80% do faturamento da empresa;
  • Produtos da Classe B: Estes produtos representam 15% das vendas da empresa, e 30% dos produtos, portanto possuem um percentual intermediário na importância das vendas;
  • Produtos da Classe C: estes produtos possuem pouca representatividade no lucro da empresa, cerca de 5%, porém representam a maioria dos itens, cerca de 50%, ocupando assim mais espaço no estoque.
Gráfico - Curva ABC
Gráfico Demonstrativo – Curva ABC

Com a utilização da Curva ABC, as análises passam a direcionar o setor de compras, para assim, investir na compra dos produtos que têm mais saída e conseguir atender melhor esta demanda. Como o estoque fica mais coerente com a demanda, acaba ajudando nas vendas, pois elas não deixam de ser realizadas por falta de produtos.

Como Implementar a Curva ABC no Estoque

Se no momento, sua empresa não quer investir em sistemas para alimentação dos dados, uma forma fácil de manter este controle é através de planilhas. Faça um cabeçalho com as seguintes informações:

  • Código do produto
  • Quantidade vendida
  • Produto
  • Valor unitário
  • Valor total
  • Participação
Código do ProdutoQuantidade VendidaProdutoValor UnitárioValor Total Participação
45675899030SapatilhaR$ 100,00R$ 3.000,0016,67%
37249587615BotaR$ 300,00R$ 4.500,008,33%
019503657100TênisR$ 250,00R$ 25.000,0055,56%
94676297425SandáliaR$ 80,00R$ 2.000,0013,88%
47865758210MeiaR$ 15,00R$ 150,005,56%
Total180

R$ 34.650,00100%

Caso o produto não tenha código, crie (esta numeração será útil quando precisar filtrar determinados produtos) e indique os códigos na primeira coluna, coloque a quantidade de produtos, descreva os produtos na terceira coluna, coloque os valores unitários e na última coluna multiplique a quantidade pelo valor unitário.

Defina um período para análise.

No campo participação será calculado o percentual de participação de cada produto em suas vendas.

Para fazer a análise dos dados, ordene os itens em ordem decrescente tendo como base a participação de cada produto nas vendas.

Com os dados em mãos, basta categorizar cada produto nas Classes A, B ou C.

A Curva ABC, na gestão de estoques, apresenta resultados no giro de estoque, na proporção sobre o faturamento no período e na margem de lucro obtida. É importante observar que a análise dos dados proporciona um melhor controle de estoque, onde a escolha de compra poderá ser baseada nos resultados obtidos pela Curva ABC.

Este método permite que a empresa melhore o mix de produtos, evitando erros comuns, como falta de produtos mais vendidos e excesso de produtos com pouca saída. Como visto, os produtos A são os mais procurados, portanto não podem faltar, é preciso monitorar regularmente a saída deste produto para planejar a reposição com antecedência. Já os produtos B e C aumentam a estabilidade do negócio.

Este artigo te ajudou? Esperamos que sim! Compartilhe isso para o mundo: Ficaremos extremamente agradecidos! 👍👍👍

Enviar comentário

Curta nossa página no Facebook