Finanças Internacionais

Finanças Internacionais: O que são?

As Finanças Internacionais ou Macroeconomias Internacionais são uma seção da economia financeira que lida com as interações monetárias que ocorrem entre dois ou mais países. Esta seção trata de tópicos que incluem investimento direto estrangeiro e taxas de câmbio.

“O financiamento internacional também envolve questões relacionadas à gestão financeira, como o risco político e cambial que vem com o gerenciamento de empresas multinacionais.”

Entendendo Finanças Internacionais

A pesquisa financeira internacional lida com macroeconomia; isto é, preocupa-se com as economias como um todo, e não com os mercados individuais. Instituições financeiras e empresas que realizam pesquisas financeiras internacionais incluem o Banco Mundial, a International Finance Corp. (IFC), o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Bureau Nacional de Pesquisa Econômica (NBER).

Conceitos e teorias que são partes essenciais das finanças internacionais e suas pesquisas incluem o modelo de Mundell-Fleming, o Efeito Fisher Internacional, a teoria ideal da área monetária, a paridade do poder de compra e a paridade da taxa de juros.

Exemplo de Instituições Internacionais de Finanças Internacionais

O sistema de Bretton Woods, que foi introduzido no final da década de 1940, após a Segunda Guerra Mundial, estabeleceu um sistema de taxa de câmbio fixa, tendo sido acordado na conferência de Bretton Woods pelos mais de 40 países que participaram. O sistema foi desenvolvido para estruturar trocas e políticas monetárias internacionais e manter a estabilidade em todas as transações e interações financeiras internacionais.

A conferência de Bretton Woods atuou como um catalisador para a formação de instituições internacionais essenciais que desempenham um papel fundamental na economia global. Essas instituições – o FMI e o Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (que ficou conhecido como Banco Mundial) – continuam a desempenhar papéis fundamentais na área de finanças internacionais.

Considerações Especiais

O comércio internacional é sem dúvida o fator mais importante na prosperidade e no crescimento das economias que participam da troca. A crescente popularidade e taxa de globalização aumentaram a importância das finanças internacionais.

  • As finanças internacionais são uma seção da economia financeira que lida com as interações monetárias que ocorrem entre dois ou mais países;
  • A crescente popularidade e taxa de globalização aumentaram a importância das finanças internacionais;
  • As Finanças Internacionais estão preocupadas com tópicos que incluem investimento direto estrangeiro e taxas de câmbio.

Outro aspecto a considerar, em termos de finanças internacionais, é que os Estados Unidos deixaram de ser o maior credor internacional (emprestando dinheiro a nações estrangeiras) e se tornaram o maior devedor internacional do mundo; os Estados Unidos estão recebendo dinheiro e financiamento de organizações e países ao redor do mundo. Esses aspectos são elementos-chave do financiamento internacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *